Jardim Florence ganha novo centro de saúde com dez consultórios

0
15

O Centro de Saúde Dr. João Gumercindo Guimarães, o CS Florence, foi inaugurado nesta quarta-feira, dia 20 de março, pelo prefeito Jonas Donizette, em Campinas. O novo centro de saúde tem uma área de 720 metros quadrados e conta com dez consultórios, sendo oito médicos e dois odontológicos. A unidade é o nono centro de saúde inaugurado desde 2013. A obra faz parte do “Saúde em Ação”, parceria entre a Prefeitura, o Estado e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

O prefeito Jonas Donizette ressaltou que sua gestão está deixando um legado para a cidade de Campinas que, desde a estruturação do sistema de saúde básica da cidade nos anos 1970, nenhuma outra Administração havia conseguido realizar. “Somente neste projeto do ‘Saúde em Ação’, são mais de R$ 100 milhões em investimentos na saúde básica. Também estamos contratando esta semana 240 trabalhadores, só da área de saúde. Atualmente, um terço dos trabalhadores foram contratados em nossa gestão e temos o maior orçamento voltado para a saúde, com 55% dos impostos sendo investidos em saúde e educação”, afirmou o prefeito.

Jonas Donizette relembrou que o CS do Jardim Bassoli e o CS Florence foram incluídos no “Saúde em Ação” após o projeto original, em um pedido feito ao BID e ao governo do Estado. “O investimento para o CS Florence foi de R$ 3,6 milhões e a unidade foi entregue com todos os equipamentos, informatizada e com tudo novo. É um prédio muito bem estruturado e foi pensado junto com os trabalhadores de saúde”.

O prefeito também destacou o trabalho da Câmara Municipal. “Tudo o que fiz precisou passar por votação na Câmara e aprovação dos vereadores. A Câmara também aprovou recentemente um projeto de equilíbrio tributário”.

O secretário Municipal de Saúde, Carmino de Souza, também destacou a importância do trabalho conjunto da Administração municipal, por meio das secretarias municipais, do Estado e do BID. O novo CS fica ao lado da Escola Pública Estadual Doutor Newton Opperman e perto do antigo CS, que foi demolido porque a estrutura estava comprometida. “Este é um grande momento para essa comunidade. O CS Florence, entre todos os construídos, é o que carrega maior simbolismo. A unidade antiga havia sido construída em um local que oferecia risco, com problemas estruturais e não haveria alternativa técnica que não fosse a demolição, um momento muito duro. É o final de uma grande saga que vivemos ao longo desse tempo”.

Além das salas de consulta, foram construídas salas de urgência, de vacina, de curativos, farmácia, além de salas de acolhimento, coordenação e reunião.

Com a mudança para o novo prédio, houve uma adequação dos espaços, melhorando o ambiente de trabalho para as equipes e dando maior conforto para a população. O CS Florence conta com 93 profissionais, sendo 12 médicos e atende uma população de 48 mil habitantes.

A unidade fica na Rua Oswaldo Peralva, s/nº, no Jardim Florence 2, e funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 20h, e aos sábados, das 7h às 13h.

O prefeito reconheceu o trabalho dos secretários municipais, da coordenadora do Distrito de Saúde Noroeste, Vera Elisa de Oliveira, e da coordenadora da unidade, a médica Maria Aparecida Fátima Cardoso. A coordenadora, por sua vez, fez também agradecimentos para a sua equipe e a população da região. “Essa equipe vem com alegria receber esse novo espaço e a população tem essa unidade para ter um acolhimento de mais forma e mais perto de suas moradias, atendendo a quem mais precisa”.

O vereador Gilberto Vermelho, que é da região do Campo Grande, também cumprimentou o prefeito e a equipe pelo empenho na inclusão do CS Florence no projeto. Ele relembrou o trabalho da Câmara, como mencionado pelo prefeito, na busca pelo terreno e para desafetação da área. “Não podemos deixar de agradecer também a toda a comunidade e as pessoas que lutaram muito para que essa unidade pudesse estar pronta. Essa unidade sempre foi referência nesta região do Campo Grande, tem um atendimento esplêndido que sempre foi a maior da região. Em nome dessa população, agradeço ao prefeito, aos funcionários da saúde, pelo trabalho do BID para contemplar essa unidade que é de suma importância para a região. Com certeza, a Câmara Municipal estará junto para fazer o que a população nos confiou. É um motivo de muita alegria, é um prédio maravilhoso como todas as unidades do ‘Saúde em Ação’ que estão realmete a altura do atendimeto em saúde de Campinas”.

O evento teve a participação do vice-prefeito de Campinas, Henrique Magalhães Teixeira, do coordenador do Projeto ‘Saúde em Ação’, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Ricardo Tardelli, de outras autoridades legislativas, além de secretários municipais ou seus representantes.

Sobre João Gumercindo Guimarães

João Gumercindo Guimarães que dá nome ao CS colaborou na organização e planejamento das faculdades de filosofia e de ciências econômicas, que deram origem à atual Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

Também foi vice-diretor da Faculdade de Filosofia e professor em seus cursos durante muitos anos. Foi docente da extinta Faculdade de Farmácia e Odontologia, fundador, professor e diretor da Faculdade de Odontologia da Universidade Católica de Campinas, além de ter lecionado em diversos colégios da cidade.

Realizações na saúde

Desde 2013, foram entregues oito novos Centros de Saúde (San Martin, Centro, Parque Oziel, São Bernardo, San Diego, Santos Dumont, Satélite Íris 1 e Perseu Leite de Barros). O Florence é a nona unidade entregue. Outras três unidades de saúde serão entregues em abril: DIC 6 (dia 2 de abril), Satélite Íris 2 e Caps Parque Itália.

Também está em construção o maior Ambulatório Médico de especialidades (AME) do estado, que funcionará no Parque Itália.

Já foi entregue o Hospital de Amor, unidade em Campinas do Hospital de Câncer de Barretos. E está em construção o PS Metropolitano, na Vila Padre Anchieta. Além disso, mais unidades estão sendo construídas (Caps Parque Itália e os CSs Esmeraldina, Nova América, São Cristóvão, Boa Vista e Bassoli).

Também foram reformadas 42 unidades de saúde, além de todo o setor de leitos do Hospital Mário Gatti. Outras 17 unidades estão passando por reformas: CAPs Castelo Branco e CSS Ipaussurama, São Quirino, Costa e Silva, Castelo Branco, Parque Floresta, São José, Jardim Aeroporto, Jardim Conceição, Santo Antonio, Santa Odila, São José, São Marcos, São Domingos, Fernanda, DIC I e CS Capivari.

Inaugurado o Centro de Tratamento de Queimaduras, o primeiro no município e o Pronto-socorro Odontológico, na UPA Campo Grande. Foi iniciada, em setembro do ano passado, a reforma dos Prontos-socorros Infantil e Adulto do Hospital Ouro Verde.

fonte: Prefeitura de Campinas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui