Alunos da rede pública com altas habilidades participam de projeto na Univali

0
9

“Lite is Cool” permite que estudantes transformem os seus projetos em realidade

Itajaí – Colocar a mão na massa, testar, questionar, pedir ajuda de universitários para transformar as suas ideias – por vezes vistas como impraticáveis ou mirabolantes -, em realidade. O projeto “Lite is Cool”, do Laboratório de Inovação Tecnológica na Educação (Lite) da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), permite tudo isso e recebe, semanalmente, estudantes da rede pública de ensino com altas habilidades/ superdotação, do Ensino Fundamental 2 e do Ensino Médio.

O projeto desenvolve-se desde 2018, a partir de uma parceria da Universidade com o Atendimento Educacional Especializado (AEE) de Santa Catarina. A indicação dos alunos participantes ocorre por meio da Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE).

No Lite, os adolescentes com altas habilidades- que têm como característica a facilidade de aprendizagem e o desempenho acima da média – têm a possibilidade de usufruir da infraestrutura e tecnologia disponíveis na Universidade e também de contar com o apoio de uma equipe de acadêmicos e professores, para desenvolverem seus projetos em áreas como marcenaria, programação, impressão 3D, costura e artes.

“Com este projeto, pouco a pouco, damos condições para que eles sejam mais autônomos no aprendizado. Aqui, a partir de seus próprios interesses, eles testam suas habilidades e vão além do conteúdo programático da escola”, explica o professor André Raabe, coordenador do Lite.

O acadêmico de Engenharia da Computação, Eduardo Borges Gomes, bolsista do Lite, revela que também aprende com o grupo. Segundo ele, os encontros são sempre uma surpresa e um convite ao aprendizado compartilhado, pois não há resposta pronta para os questionamentos dos adolescentes. “Estamos aqui para dar suporte e ajudá-los a encontrar caminhos. Aprendo muito com todo esse processo”, afirma.

Em 2018, profissionais convidados também ministraram atividades direcionadas aos estudantes. Houve bate-papo com professores de Arquitetura e Urbanismo sobre uma proposta de casa sustentável e de cidade inteligente e com uma autora de um livro acompanhada do ilustrador da obra. Os estudantes também contam com o apoio de uma psicóloga voluntária, Renate Raabe, que no ano passado auxiliava os acadêmicos por meio de um projeto do curso de Psicologia da Univali de prevenção ao bullying. Agora, mesmo depois de formada, a alumna (egressa) acompanha o grupo. Neste ano, os alunos percorrerão todas as áreas, por meio de atividades propostas pela equipe do Lite, para depois escolherem uma área específica e desenvolverem seus projetos.

O Lite está localizado no 2º piso do bloco B6, no Campus Itajaí.

Fonte: univali.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui