Obras do viaduto estaiado do Corredor BRT estão 80% concluídas

0
26
Viaduto estaiado será novo cartão postal de Campinas Imagem:Divulgação - Emdec

Novo cartão postal de Campinas é erguido em ritmo acelerado, sobre a Avenida Barão de Itapura

Campinas está prestes a ganhar um de seus mais charmosos símbolos arquitetônicos. Cerca de 80% das obras do viaduto estaiado, que está sendo erguido sobre a Avenida Barão de Itapura, estão concluídas. Com finalização prevista para junho deste ano, o viaduto tem estrutura em concreto armado e estais em cabos de aço. Sua construção é parte das obras de implantação dos Corredores BRT (Bus Rapid Transit, Ônibus de Trânsito Rápido).

Já foram finalizadas as fundações e os blocos de apoio da estrutura. Na fase atual, está em execução o mastro central, sendo que dez das 13 etapas previstas já foram concluídas. Todas as vigas transversais e longitudinais da estrutura foram concretadas, além de 50% da laje (etapa que precede o pavimento). Também foi iniciada a passagem dos cabos de protensão das vigas longitudinais.

“A construção do viaduto estaiado é um marco na arquitetura do município. Será o novo cartão postal de Campinas e certamente entrará para a lista dos pontos que merecem ser contemplados e valorizados, como a oitava maravilha do município. Sua execução se destaca entre as obras de arte previstas no projeto de implantação dos Corredores BRT”, afirma o secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Carlos José Barreiro.

O viaduto estaiado interligará a futura Estação Rodoviária ao trecho 1 do Corredor BRT Campo Grande, passando sobre a Avenida Barão de Itapura e sobre a alça de saída dos terminais Rodoviário e Metropolitano. No total, o viaduto terá 118 metros de extensão, por 12,80 metros de largura e cerca de 40 metros de altura total (do chão até o final do mastro principal). Serão 36 cabos (estais) conectados ao mastro de concreto. A estrutura será formada por duas faixas de rolamento e passeio operacional em ambos os lados, destinado à manutenção dos veículos do BRT. A iluminação será em LED. O método construtivo é em concreto armado e protendido, com uso de formas trepantes.

O novo cartão postal de Campinas é parte de um complexo viário que inclui a construção da Estação Rodoviária e de cinco viadutos no total. As obras foram iniciadas em junho de 2018 e, atualmente, cerca de 40 operários atuam no canteiro de obras. A Estação Rodoviária está sendo construída entre as vias Barão de Itapura e Dr. Mascarenhas e servirá como um ponto estratégico de integração com as linhas de ônibus do sistema convencional do Corredor Campo Grande.

Os viadutos irão permitir o acesso dos ônibus vindos do Terminal Mercado até a Estação Rodoviária, assim como o acesso da Rua Marquês de Três Rios até a Avenida Governador Pedro de Toledo e ao Terminal Multimodal “Ramos de Azevedo”. A fase de concretagem já foi concluída em três dos outros quatro viadutos, sendo que em um deles está em andamento a concretagem da barreira de proteção do tipo New Jersey.

O complexo viário integra o Lote 1, Trecho 1 do Corredor Campo Grande, que contempla a ligação entre a região central até a Vila Aurocan, com extensão de 4,3 km, além de todo corredor perimetral, com 4,1 km. O responsável pelo Lote 1 é o Consórcio Corredor BRT Campinas, formado pelas empresas Arvek, D. P. Barros, Trail, Enpavi e Pentágono. O valor total do lote é de R$ 88,9 milhões.

Corredores BRT

O BRT é a principal obra de mobilidade urbana que Campinas recebe nos últimos 40 anos. Terá grande importância para o transporte público coletivo do município, pois irá beneficiar, diretamente, 450 mil pessoas, residentes nos distritos do Ouro Verde e Campo Grande. Esse número representa mais de um terço da população da cidade.

A obra viária envolve a construção de três corredores BRT – Campo Grande, Ouro Verde e Perimetral. Serão 36,6 quilômetros de corredores, com custo total de R$ 451,5 milhões e previsão de entrega em 2020.

Viaduto estaiado em números

118 metros de extensão

12,8 metros de largura

40 metros de altura

2 pistas de rolamento

36 cabos (estais) conectados ao mastro

40 operários atuam no canteiro de obras do complexo viário

Saiba mais

– O que é viaduto estaiado?

Tipo de viaduto suspenso por cabos, constituído de um ou mais mastros. O termo viaduto estaiado se refere ao tipo de estrutura, que utiliza estais diretamente conectados a um mastro para sustentar as pistas.

– O que são estais?

Elementos estruturais flexíveis, formados por feixes de cabos de aço.

Fonte: Prefeitura de Campinas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui